2018

Fusão da Suzano Papel e Celulose com a Fibria

Uma das maiores transações de M&A do mundo no segmento de Papel e Celulose.

Assessor da Suzano Holding S.A na fusão entre Suzano Papel e Celulose S. A. e Fibria Celulose S.A., criando uma companhia com Valor da Firma de mais de R$89 bi (1).

Os Acionistas da Fibria receberão R$52.50 por ação e 0.4611 ações da Suzano por cada ação da Fibria. A transação cria o líder global do segmento de Celulose.

Notas: (1) Considera preço por ação da Suzano em 16 de Março de 2018.

Estrutura da transação

• Os acionistas controladores da Suzano Papel e Celulose S.A. celebraram um acordo com os acionistas controladores da Fibria, Votorantim S.A. e BNDESPar, para realizar a fusão entre Suzano Papel e Celulose e Fibria.
• Em troca de cada ação ordinária da Fibria, os acionistas da Fibria irão receber: (i) o montante de R$52.50 por ação, pagos à vista ao fechamento da transação; e (ii) 0.4611 ações ordinárias emitidas pela Suzano, a serem entregues ao fechamento da transação.
• A parcela caixa será corrigida pelo CDI até a data de fechamento.

Destaque da transação

• Criação do líder global no mercado de celulose, com capacidade de 11 milhões de toneladas anuais.
• Posicionamento geográfico com acesso único à florestas e unidades industriais com tecnologia de ponta.
• Sinergias de mais de R$10 bilhões (~11% do valor combinado da companhia) (2).
• Maior transação da história do Brasil envolvendo empresas listadas.

Visão geral da companhia combinada

• Suzano: Com mais de 90 anos de operação, a Suzano atua em dois segmentos: celulose de mercado (papergradee fluff), papel (imprimir & escrever revestidos e não revestidos), papel cartão e tissue.
• Fibria: Líder global em celulose de eucalipto; possui usinas localizadas em Aracruz (Espírito Santo), Jacareí (São Paulo) e Três Lagoas (Mato Grosso do Sul), assim como a usina Veracel em Eunápolis (Bahia), fruto de uma joint-venture com a Stora Enzo.
• EBITDA’18E combinado da companhia é estimado em R$14 bilhões.